Museu da Carris

Peça do mês | Máquina Automática de Impressão de Bilhetes

Enviar este conteúdo

Os seus dados:

 

Destinatário(s):

Caso pretenda, junte também uma mensagem:

2017-01-01

janeiro

Aumentar Peça do mês | Máquina Automática de Impressão de Bilhetes
A oficina de tipografia foi criada em 1878, tendo por objetivo a impressão de bilhetes que, assim, deveria não só ser mais económica como, igualmente, permitir um combate mais eficaz á falsificação de títulos de transporte.
Os cunhos e matrizes originais foram fabricados nas oficinas de selo da Casa da Moeda.
A oficina dispunha, nomeadamente, de um prelo, de uma guilhotina, manuais, e de uma máquina de picotar. Outro instrumento essencial era a máquina automática de impressão de bilhetes construída nas Oficinas da Companhia Carris de Ferro de Lisboa tendo, por modelo, a máquina rotativa de impressão de bilhetes “Chambon”, 1954. Com o dispositivo de adaptação a comando individual, com comando automático, funciona com motor elétrico agregado da marca “Oerlikon” n.º 191.13 – tipo 84.1.4. – 220/380 volts AY 3 fases – 50 ciclos – 4,6 / 2,65 Amp.1,5 HP – 1390 RPM. Disjuntor ‘Metrovikers’ tipo DOC 70. Abatida ao serviço em 1993.

< voltar