Museu da Carris

Peça do mês | Fotografia do Presidente Teófilo Braga no elétrico

Enviar este conteúdo

Os seus dados:

 

Destinatário(s):

Caso pretenda, junte também uma mensagem:

2016-08-31

peça do mês de agosto

Aumentar Peça do mês | Fotografia do Presidente Teófilo Braga no elétrico
Joaquim Fernandes Teófilo Braga nasceu a 24 de Fevereiro de 1843 em Ponta Delgada, Ilha de São Miguel, nos Açores. Tirou o curso de Direito na Universidade de Coimbra e doutorou-se em 1868.
Em 1872 tornou-se catedrático de Literaturas Modernas e em 1880 participou na organização do tricentenário de Camões, que foi a primeira grande manifestação pública de republicanismo. 
As suas obras e a sua ação política tornaram-no alvo de perseguições, mas apesar disso manteve-se sempre firme na defesa dos seus ideais. Ainda durante a monarquia assumiu os cargos de Vereador da Câmara Municipal de Lisboa e de membro do Diretório do Partido Republicano Português, de que era presidente quando se deu a revolução do 5 de Outubro de 1910.
Foi escolhido para Chefe do Governo Provisório com funções de Presidente da República, sendo o seu governo responsável pela escolha da bandeira nacional a 29 de Novembro de 1910 e “A Portuguesa” como hino nacional. A 14 de Maio de 1915 foi eleito Presidente da República.
Teófilo era um homem extremamente simples, talvez demasiado. Mesmo enquanto Presidente, qualquer lisboeta o podia ver proletariamente a andar de elétrico, com o guarda-chuva no braço ou de bengala já sem ponteira. O exercício da presidência não estaria muito na sua maneira de ser. Quando concluiu o mandato, retoma as suas atividades de investigador.
Teófilo Braga morreu em Lisboa, em 1923 e está sepultado no Panteão Nacional.

< voltar